quarta-feira, 25 de novembro de 2009

Teoria sobre a morte do Rei Saul

Por Pb. Gilmar Dayvid

Queridos irmãos, a paz seja convosco!

Gostaria de registrar que as opiniões aqui contidas não são uma verdade absoluta, mas sim, uma teoria na qual achei maior relevância ante a sequência de tempo histórica, cultura, tradição, gramática, leis de interpretação da bíblia e bom senso.
A bíblia fala em duas partes diferentes sobre a morte de Saul:
1ª Saul cometeu suicídio (I Samuel 31:4-6) (I Crônicas 10.4-5).
2ª Saul foi morto por um amalequita (II Samuel 1.8-10).

Veja o que diz I Samuel 31:4-6 e o que diz I Crônicas 10.4-5.
Os dois textos narram o mesmo acontecimento. De acordo com as normas de hermenêutica, ao aplicamos a exegese, os textos confirmam um ao outro como acontecimento histórico. Mas nós não estamos colocando em questão o acontecimento, mas sim os detalhes de como ocorreu (Suicídio ou Assassinato).
Segundo os textos acima, Saul pede ao pajem a morte, porem o pajem não obedece e Saul se lança sobre sua espada. Note que ao se lançar sobre a espada Saul demonstrava desespero, sendo assim era possível que ele não raciocinasse direito, podendo não atingir um local fatal para uma morte rápida.
Até esse momento a bíblia descrevia o relato externo do acontecimento, quando bíblia diz: “Vendo, pois o seu pajem de armas...” desse momento em diante passa a narrar a visão do pajem. O pajem tinha visto Saul se lançar sobre a espada, logicamente Saul cair ferido e teoricamente desmaiar com o ferimento. Obviamente o pajem não era medico para consultar se Saul estava morto ou não, mesmo que fosse os filisteus estavam se aproximando e ele não teria tempo para isso, daí, pensando que seu rei era morto, se matou também. Logo mais a bíblia faz a conclusão dos acontecimentos relacionados aquele dia e não ao momento da morte de Saul, por isso que confirma a morte dele e de seus familiares, pulado vários acontecimentos que são descritos em II Samuel 1.8-10.
Veja agora o que diz II Samuel 1.8-10:
A maioria das pessoas tem afirmado que o amalequita mentiu, pois queria ser beneficiado por Davi, pois achava que por Saul ser perseguidor de Davi, Davi o recompensaria pela morte de seu perseguidor.
Segundo nossa analise do assunto, essa teoria é fraca, pois não se sustenta com os acontecimentos após o relato do amalequita e pela riqueza de detalhes na sua história.
Comprovações que o relato do amalequita era verdadeiro:
1ª Entre os versículos cinco e seis de I Samuel 31, há um intervalo de tempo que só é descrito pelo amalequita. A bíblia não diz em lugar algum que fora mentira o relato dele.
2ª Notasse que quando ele chega à cena, Saul está encostado em sua lança. Ferido com a espada, provavelmente Saul tentava se levantar apoiado na lança, mas não tinha mais forças.
3ª O jovem realmente esteve e falou com Saul, pois descreve como Saul estava ferido, prestes a morrer. Ele sabia que Saul morreria de qualquer jeito, daí deu o golpe fatal.
4ª Se o jovem tivesse encontrado Saul morto, não teria dito que Saul estava ferido e pedindo a morte, pois não saberia se o golpe de espada em Saul teria sido dado por ele mesmo, pelo escudeiro ou por um inimigo.
5ª Vemos que após o relato do amalequita, Davi, homem segundo o coração de Deus, não duvida, nem na hora e nem em nenhum lugar da bíblia, mandando matar aquele que matou o ungido do Senhor.
6ª Como prova de seu ato, leva o bracelete e a coroa do rei. Mais tarde, quando os filisteus encontram o corpo de Saul, levam apenas armas e escudo.
7ª Segundo o Comentário Bacom(CPAD), o amalequita era um provável prosélito, daí estar no meio da batalha, talvez dando apoio ao exercito israelense.
8ª Após o amalequita matar Saul, entra em continuidade os versículos seis em diante do capitulo 31 de I Samuel.

Não existe mistério, é uma questão de cronologia. Não podemos exigir que um texto escrito haja milhares de anos e traduzido em varias versões possa ter uma sequência cronologia perfeita. Devemos lembrar que algumas palavras do hebraico têm mais de um significado ou sentido. A bíblia original, não tem erros de forma alguma, mas não podemos garantir as traduções. Devemos sempre ter coerência e bom senso ao analisarmos a bíblia.
Lembre-se que isso é uma teoria do que acho mais próximo da verdade sobre a morte de Saul, não é a verdade absoluta, à qual vamos descobrir no céu.

6 comentários:

  1. A Paz do Senhor, santo!
    Agradeço por está publicação maravilhosa. Satisfez e muito a minha dúvida. Certamente és uma benção nas mãs do Senhor. Que Deus continue te usando na obra dEle.

    Deus te abençoe.
    Amém!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado pelo interesse e apreço Karlos! Meus desejos de bençãos para tua vida são recíprocos!

      Excluir
  2. meu coração sempre duvidou que Saul tivesse cometido suicidio. Pois a Biblia nao afirma em momento algum que o amalequita estivesse mentindo. AGora, com os outros embasamentos, ficou claro. Saul foi morto.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sem duvidas vargas, ele até tentou, mas não concluiu.

      Excluir
  3. Gostei muito da explicação do texto, e também acredito que esta explicação seja a mais próxima da verdade bíblica. A bíblia é inerrante pois é a palavra de Deus, mas as traduções são humanas e pode sim confundir se não olharmos sob a direção do Espírito Santo de Deus. Deus te abençoe!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É verdade Sônia, devemos sempre pedir a Deus a revelação de sua palavra para compreendermos aquilo que ele nos deixou escrito através da bíblia. Oração e coração aberto ao conhecimento nunca serão demais.
      Abraços, que Deus te abençoe!!!

      Excluir

Ocorreu um erro neste gadget